Menu fechado

Programas da Aviação Civil

Embraer E-170 e E-190 (Latecoere)

1.200.000 horas. Participação entre 1999 e 2004 com alocação de time próprio dentro da Embraer que desenvolveu aproximadamente 70% do comprimento da fuselagem do E-190. Desenvolvimento de diversos segmentos como responsável técnico.

Embraer E2 170/190/195

650.000 horas. Desenvolvimento da fuselagem central e wing stub (175/190/195), peça de ligação da asa com a fuselagem central da aeronave.

Embraer ERJ 145

220.000 horas. Engenharia e projeto: Estabilizador Vertical e Horizontal; Profundores; Leme; Bordos de ataque das empenagens, Fuselagem Central II. Suporte para a Embraer até a Certificação Tipo (FAR/JAR 25). Segmentos: Fuselagem Central, Estabilizador Vertical e Horizontal; Profundores; Leme, comprovação estrutural, detalhamento de projeto, relatórios técnicos e toda documentação de engenharia.

Boeing 747/8 (Aernnova)

150.000 horas. Akaer alocou time próprio para trabalhar em Vitoria-Espanha e em Everett-EUA para desenvolver a caixa de junção asa-fuselagem.

Airbus A380 (P3 Group)

5.000 horas. Verificação da qualidade do projeto das cablagens e do projeto elétrico e verificação de suportes fixos e móveis.

Embraer EMB 120

5.000 horas. Desenvolvimento: kit de conversão para a versão cargueiro e kit de conversão rápida para a versão cargueiro.

Programas da Aviação Executiva

Embraer Legacy 450/500

90.000 horas. Desenvolvimento de Estruturas (fuselagem central, caixa de junção asa-fuselagem, fuselagem traseira e pilones, acompanhamento da série), Sistemas (FTI especial) e Elétrica (Encaminhamento de cablagem e instalação, Diagramas de fiação, Encaminhamento e instalação de cablagens de FTI)

Embraer Phenom 100/300

40.000 horas. Desenvolvimento de partes estruturais para: Asas, Fuselagem,
Estabilizadores horizontal e vertical.

Embraer Lineage 1000

10.000 horas. Desenvolvimento de partes estruturais para: Monumentos do interior, Itens de configuração interior, Tanque de combustível – DAM, Modificações estruturais

Programas da Aviação Militar

Saab Gripen NG

650.000 horas. Concepção estrutural (Asas, porta do trem de pouso principal e fuselagem central) e desenvolvimento completo da fuselagem traseira.

Embraer / FAB KC 390

600.000 horas. A Akaer alocou time próprio na Embraer para participar desde a concepção da aeronave e desenvolver os seguintes segmentos: Dianteira, Empenagem Vertical, Tail Boom, Spoilers e Tail Cone. Na fuselagem dianteira também foram desenvolvidas as portas do trem de pouso principal, porta da RAT,  eBay 1 e 2, e console principal. Na empenagem vertical também foram desenvolvidos Lateral Fillet e Bordo de Ataque.

Embraer AEW India

85.000 horas. Desenvolvimento de APU / Strake, reforços estruturais da fuselagem, modificações na carenagem asa-fuselagem, instalação das antenas, luminárias, fiação básica e de missão, sistema MAS. Interiores e modificação da estrutura primária de racks de missão, elétricos, cozinha, lavatório, armário.

Embraer Super Tucano

80.000 horas. Desenvolvimento para Força Aérea do Chile e da Colômbia de novo compartimento eletrônico. Redimensionamento das janelas de inspeção da asa, instalação de telêmetro laser, sistema contramedidas, torre eletro-óptica, blindagem do cockpit e produção de relatórios de fadiga e tolerância a danos.

Airbus A400M (Sonaca)

50.000 horas. Desenvolvimento de estruturas compostas para a Porta do Trem de Pouso Principal e carenagem do Bordo de Ataque, projeto completo, certificação e sustaining.

Embraer Bandeirante

28.000 horas. Desenvolvimento do projeto de instalação da aviônica e revisão completa da aviônica e da elétrica da aeronave.

Embraer / FAB A1-M

15.000 horas trabalhadas. Desenvolvimento de maquete digital 3D e detalhamento de peças primárias.

Helibras EC-725

30.000 horas trabalhadas. Desenvolvimento de modificações no projeto original dos sistemas mecânicos e elétricos, a fim de cumprir com as necessidades da Força Aérea Brasileira (FAB).

Helibras HB350 Esquilo (Safran)

30.000 horas trabalhadas. Projeto de estruturas e instalação de sistemas dos sistemas aviônicos, publicações técnicas e treinamento.

Helibras Pantera

5.000 horas trabalhadas. Desenvolvimento de modificações no projeto original dos sistemas mecânicos e elétricos, a fim de cumprir com as necessidades da Força Aérea Brasileira (FAB).