top of page

Novo monóculo de imagem térmica coloca o Brasil na vanguarda da tecnologia militar




A entrega do lote-piloto do Monóculo de Imagem Térmica OLHAR ao Exército Brasileiro representa um marco para a base industrial de Defesa e Segurança do país.


Produzido pela OPTO Space & Defense, empresa do Grupo AKAER, com tecnologia 100% nacional, o equipamento oferece o que há de mais avançado em microeletrônica, mecânica de precisão e óptica para atender aos rigorosos requisitos operacionais e técnicos do Sistema Combatente Brasileiro (COBRA).


O OLHAR capta a emissão térmica dos corpos e pode ser usado para localizar pessoas, animais e objetos quentes mesmo em condições adversas de ausência de iluminação, fumaça, poeira e nevoeiro, além de elementos de camuflagem. Por suas dimensões reduzidas, pode ser operado manualmente ou acoplado a capacetes, fuzis e metralhadoras. Conta, ainda, com a possibilidade de troca de lentes para a execução de disparos de precisão.


“A fabricação do lote-piloto do Monóculo OLHAR é um marco importante no desenvolvimento de equipamentos de imagem térmica no Brasil, mostrando que tanto a indústria nacional quanto o Sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação do Exército (SCTIEx) têm plenas condições de prover a Força Terrestre com Sistemas e Materiais de Emprego Militar de excelente qualidade”, destacou o Exército Brasileiro em comunicado oficial.


O projeto OLHAR

Em julho, militares do Centro Tecnológico do Exército (CTEx) realizaram o recebimento do lote-piloto de 21 unidades do monóculo, encerrando a terceira fase do projeto, iniciado em 2019.


As duas etapas anteriores compreenderam a fabricação e a avaliação de protótipos. Segundo o Exército Brasileiro, a fase de testes mostrou que o equipamento atinge distâncias de detecção, reconhecimento e identificação “compatíveis com os melhores monóculos termais do mercado”.


A quarta e última etapa, em andamento, consiste na avaliação do lote-piloto.

“O monóculo OLHAR permite ajustes para otimização da imagem de acordo com as características de cada ambiente, oferecendo ao Exército Brasileiro as melhores condições de visibilidade em operação”, destacou Cesar Silva, CEO do Grupo AKAER. “Para nós, é motivo de orgulho estar à frente de um projeto desta grandeza”, acrescentou.


Histórico

O OLHAR faz parte da segunda geração de monóculos desenvolvidos pelo Grupo AKAER com tecnologia 100% brasileira.


É uma evolução do OLHAR VND-X1, que começou a ser desenvolvido em 2007 para um projeto de desenvolvimento do CTEx e teve subvenção da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), empresa pública de fomento à inovação, ciência e tecnologia.


Em 2019, o equipamento evoluiu para a atual versão com melhorias de várias funcionalidades, tornando-se mais leve, menor e com melhora na resolução, entre outras inovações.


Sobre o Grupo AKAER

Com uma sólida trajetória de mais de 30 anos dedicada ao avanço de produtos de alta tecnologia, o Grupo AKAER tem se destacado no cenário global com soluções inovadoras nas áreas de Defesa, Aeroespacial e Indústria 4.0. Tem sede em São José dos Campos (SP) e escritórios comerciais em Portugal e na Turquia.

Foto anexa: Kit do monóculo OLHAR entregue ao Exército Brasileiro Crédito: Divulgação/AKAER

댓글


bottom of page